Tão bom ver-te sorrir!

Local: Agrupamento de Escolas Luis Sttau Monteiro, Loures

Olá avó, como está?

Escrevo-lhe esta carta, porque quero-lhe falar sobre a minha experiência com a covid-19.

Há pouco tempo faleceu a D. Alexandrina com coronavírus, mas o avô pode não ter tido coronavírus e se teve, não teve sintomas.

E para prevenirmos o coronavírus devemos sempre: lavar as mãos com frequência, nunca meter as mãos no meio da máscara, só no ferrinho ou nos elásticos, não partilhar objetos, usar desinfetante e máscara, quando tossirmos colocar o braço à frente e não nos tocarmos.

Na nossa escola trabalhámos muito este tema. Até houve um dia que analisámos uma notícia. Tem sido só desgraças. Só mortes, mortes e mais mortes! Quando será que isto acaba?

Por causa do Coronavírus começamos a ter aulas on-line. Não gostei nada e a minha professora também não. Os meus colegas nem sempre faziam os trabalhos e alguns respondiam mal. A professora dividiu a turma. Estava com os alunos de segundo ano, das nove às onze horas e com o quarto ano das onze às treze horas.

Foi tudo muito complicado. A internet por vezes falhava, os computadores desligavam-se e havia colegas que às vezes não respeitavam e estavam a brincar e até a jogar on-line. A professora tinha de chamá-los à atenção e havia alguns que respondiam mal. Uns não colocavam as dúvidas. A professora perguntava se tinham dúvidas e diziam que não. Quando a professora perguntava ou pedia que falassem, diziam que não sabiam ou não tinham percebido a matéria.

Eu gostei mesmo muito das aulas. A mãe estava a trabalhar e eu ficava sozinha com o mano. Já sei mexer no computador e eu é que ligava o computador. Quando era preciso ajuda, pedia ao Alexandre e ele ajudava-me. Apesar de tudo prefiro as aulas presenciais. São muito mais divertidas. Estamos juntos, brincamos juntos… Já tinha mesmo muitas saudades.

Este ano acho que não vamos ter festa de final de ano. É mesmo pena. Já estamos com esta professora desde o primeiro ano de escolaridade e não vamos poder fazer uma grande despedida. Tínhamos combinado que iríamos fazer uma viagem de finalistas e parece que não vai poder ser. A professora até disse que nem sabe se podemos fazer visitas de estudo este ano. Estamos à procura de um local para visitar em maio. Vamos ver se conseguimos ir. Queríamos ir a uma Quinta Pedagógica porque é ao ar livre. A professora também falou num musical, mas não sabemos se dará. A professora está á procura. É o primeiro ciclo todo que vai. Depois, numa próxima carta, conto o local que escolhemos. Vamos fazer uma votação e o que tiver mais votos é o que iremos visitar. Espero que ganhe a quinta. Eu adoro animais.

Quando nos pode vir visitar? Vai ser difícil para já! Como está o tempo aí nos Estados Unidos? Temos falado muito na avó. Aí tem morrido muita gente. A avó precisa ter muito cuidado. As pessoas cumprem as regras aí?

Conte tudo avó!

Adeus avó. Tenho saudades suas.

Um beijinho da Margarida

13 de abril 2021

Outros registos

Da Memória à Esperança – Albergaria-a-Velha

Da Memória à Esperança – Albergaria-a-Velha

Local: Agrupamento de Escolas de Albegaria-a-VelhaData: 22.10.2021 O Agrupamento de Escolas de Albergaria-a-Velha abraçou a jornada cívica nacional “Memória & Esperança”, convidando os alunos a escreverem mensagens de agradecimento e reconhecimento endereçadas aos...

Árvore da Memória e Esperança

Árvore da Memória e Esperança

Local: Agrupamento de Escolas de PardilhóData: outubro de 2021Árvore Memória & EsperençaPublish at CalameoOutros registos

Memória e Esperança em Arouca

Memória e Esperança em Arouca

Local: AroucaData: 18 a 24 de outubro de 2021 Programa Segunda, dia 18 de outubro 9,30 h – As motivações da realização da Jornada Memória e Esperança (Dr. António Teixeira Coelho), na Rádio Regional de Arouca Quarta, dia 20 de outubro 9,30 h – Como vivemos com as...