Escola Secundária Dona Luísa de Gusmão

Local: Escola Secundária Dona Luísa de Gusmão, Lisboa
Data: outubro de 2021

Os poemas escolhidos para o memorial foram (que estavam na mesa e no cavalete por cima do cartaz das jornadas):

Na hora de pôr a mesa, éramos cinco
De Luís Peixoto

na hora de pôr a mesa, éramos cinco:
o meu pai, a minha mãe, as minhas irmãs
e eu. depois, a minha irmã mais velha
casou-se. depois, a minha irmã mais nova
casou-se. depois, o meu pai morreu. hoje,
na hora de pôr a mesa, somos cinco,
menos a minha irmã mais velha que está
na casa dela, menos a minha irmã mais
nova que está na casa dela, menos o meu
pai, menos a minha mãe viúva. cada um
deles é um lugar vazio nesta mesa onde
como sozinho. mas irão estar sempre aqui.
na hora de pôr a mesa, seremos sempre cinco.
enquanto um de nós estiver vivo, seremos
sempre cinco.

 

E o poema “apesar das ruínas e da morte”
de Sophia de Mello Breyner Andresen

Apesar das ruínas e da morte,
Onde sempre acabou cada ilusão,
A força dos meus sonhos é tão forte,
Que de tudo renasce a exaltação
E nunca as minhas mãos ficam vazias.

Outros registos

Da Memória à Esperança – Albergaria-a-Velha

Da Memória à Esperança – Albergaria-a-Velha

Local: Agrupamento de Escolas de Albegaria-a-VelhaData: 22.10.2021 O Agrupamento de Escolas de Albergaria-a-Velha abraçou a jornada cívica nacional “Memória & Esperança”, convidando os alunos a escreverem mensagens de agradecimento e reconhecimento endereçadas aos...

Árvore da Memória e Esperança

Árvore da Memória e Esperança

Local: Agrupamento de Escolas de PardilhóData: outubro de 2021Árvore Memória & EsperençaPublish at CalameoOutros registos

Memória e Esperança em Arouca

Memória e Esperança em Arouca

Local: AroucaData: 18 a 24 de outubro de 2021 Programa Segunda, dia 18 de outubro 9,30 h – As motivações da realização da Jornada Memória e Esperança (Dr. António Teixeira Coelho), na Rádio Regional de Arouca Quarta, dia 20 de outubro 9,30 h – Como vivemos com as...